RELATOS DOS ALFABETIZADORES QUE UTILIZAM, OU UTILIZARAM, O MÉTODO LÉA DUPRET.

 

RELATOS RECEBIDOS E PUBLICADOS DESDE 2013 ATÉ 2021.

Se você está alfabetizando com o Método Léa Dupret e gostaria de relatar o resultado da sua experiência com o Método, preencha o formulário, abaixo, e clique em enviar. Sua experiência, com crianças, jovens e adultos, será publicada neste espaço, para que todos possam conhecê-la (Os relatos serão transcritos na íntegra).

 

Nome  
E-mail  
(DDD) + Whatsapp  
Cidade  
Estado  
País  
Relato da experiência  

52 RELATOS

 

 

 

Eu adoro esse método e já apliquei em sala de recursos em alunos com deficiência intelectual. Comecei ontem a aplicar numa aluna com D.I., ela não recusou e interagiu mostrando interesse nas atividades propostas.

GIANA CARLA AP. DA ROCHA PRESTES - VILA REAL - ARAÇARIGUAMA - SP. (Comentário enviado em 22/08/2021)

 

 

Conheço o método já alguns anos, onde tive o prazer de participar de capacitação com o Sr. José Luís.
Coordenei o CAEE(Centro de Atendimento Educacional Especializado), onde trabalhamos com o método alguns anos. É surpreendente o resultado.

COORDENADORA VANDA APARECIDA BIUNDINI - CENTRO - ESPERA FELIZ - MG. (Comentário enviado em 29/06/2021)

 

 

Obrigada professora! Você contribuiu ao longo de minha carreira como professora alfabetizadora e meu sucesso como profissional!

O mais importante é que ajudei muitas crianças com seu método (único que utilizo).

Alfabetizei uma criança com 4 laudos em que o médico relatou, para a mãe, que a filha nunca conseguiria ler e nem escrever.

Crianças com dislexia.

Crianças no 5º ano de escolaridade e ninguém, durante a trajetória, quis ajudar!

Olha, penso que elas são crianças de Deus!

Não tem culpa da família que tem e nem da situação na qual estão.

Temos que ajudá-las a serem alguém, porque no futuro tenho certeza que elas ajudarão outras pessoas, de alguma maneira, nas profissões que seguirem!

Olha professora já alfabetizei uma sala inteira com mais de 20 alunos no 3º ano de escolaridade, que não conheciam as letras, sabe aqueles alunos que são selecionados dentro da escola e colocados numa sala só para alunos tachados como os “piores”, sala cccccc. Então, estes foram o que recebi. Graças ao seu método, que dediquei desde 2017, alfabetizei estas crianças!

Agora surgiu mais um desafio. Alfabetizar, com o Método Léa Dupret, 5 crianças neste ano pelo computador nas aulas on-line!

Relato a experiência assim que concluir!

Muito obrigada.... muito obrigada..... Por fazer parte da minha caminhada e minha vida!

LUCIANE SOUZA MIRANDA – FABRÍCIO – UBERABA – MG. (Comentário enviado em 10/04/2021)

 

 

Sou mãe e uma amiga me apresentou esse método. Estou usando para alfabetizar meu filho.

MARIA LEANDRA BRANDÃO SANTOS - EDGAR SANTOS - CÍCERO DANTAS - BA.(Comentário enviado em 20/02/2021)

 

 

Alfabetizar com o Método Léa Dupret é rápido e dinâmico!
MARIA DAS GRAÇAS CHAVES DE ANDRADE - DIVINÓPOLIS - CARUARU - PE. 
(Comentário enviado em 29/11/2020)

 

 

Já utilizo esse método de alfabetização. Realmente é ótimo.
MIRIAM PEREIRA - SÃO PAULO - SP. (Comentário enviado em 28/11/2020)

 

 

Eu alfabetizei meu filho, com o seu método de ensino, quando ele tinha 6 anos.

Estava com grandes dificuldades e foi alfabetizado por mim em uma semana. Hoje ele está com 18 anos e cursando o 3º semestre de medicina. Comprei todo o material novamente, para alfabetizar meu menino de 3 anos e meio. E tem mais 5 crianças que foram alfabetizadas, filhos dos meus funcionários, na época. Todos conseguiram ler em uma semana.

Maravilhoso este método. Nem eu acreditei no resultado tão rápido!

ARTÊMIO BORSOI – TUNGAL – SÃO MIGUEL ARCANJO – SP. (Comentário enviado em 12/03/2020)

 

 

Na escola onde trabalho já vem com esse método desde do pré II sendo assim fica mais fácil o entendimento das crianças. Aline Bruno da Silva (Comentário enviado em 16/02/20)

 

 

Amo trabalhar esse método, super recomendo. As crianças adoram, resultado rápido mesmo com crianças com muitaaaaa dificuldade.
MARINETE RODRIGUES (Publicado no Facebook do Método em 28/05/19)
 

 

Eu amo este material , já uso a bastante tempo, mas achei importante ter em PDF pois é um acesso mais prático no celular.
ETIANE SOUZA DOS SANTOS (Comentário enviado por e-mail em 27/05/19)
 

 

Trabalhei com o método Léa Dupret no ano de 2018, tive um excelente desempenho, meus alunos do primeiro ano saíram lendo fluente, o método é muito bom, funciona, mas eu observo uma grande resistência ao método por parte dos colegas mais velhos de profissão.
MARIA IZABEL BORGES - ESPERA FELIZ - MG. (Publicado no Facebook do Método em 29/03/19)
 

 

Ótimo método, nós da APAE de wenceslau Braz,Já usamos a vários anos e tivemos muitos resultados na alfabetização dos nossos alunos! Ainda continuamos usando, as apostilas fazem sucesso. Obrigado nós pela contribuição, um forte abraço. Vou tirar umas fotos do nosso trabalho e te envio.
VALÉRIA CRISTINA - APAE DE WENCESLAU BRÁS - PR. (Publicado no Facebook do Método em 14/10/18)
 

 

Muito bom. Fantástico. Tenho esse método e adquiri em 2004 quando trabalhava como professora do Estado no bairro do Engenho do Mato na cidade de Niterói quando ainda residia e trabalhava em 3 escolas diferentes. ANINHA DE M. VIANNA - ESCOLA ESTADUAL NO BAIRRO ENGENHO DO MATO - NITERÓI - RJ.(Publicado 08/02/18)

 

 

A cerca de seis anos atrás utilizei o método com alunos não alfabetizados e com distorção série idade, obtive um excelente resultado, porém estou precisando me atualizar no método, pois quero apresentar aos meus professores para que possam utilizá-lo com alunos.
DIRETORA MÁRCIA ARABELA - ESCOLA ESTADUAL MUNICIPALIZADA CARLOS MAIA - PORTO VELHO - SÃO GONÇALO - RJ. (Publicado 06/02/18)
 

 

Quero agradecer o material que me foi enviado.A senhora Léa Dupret foi genial ao idealizar este método! Vou apresentar aos colegas onde estou para lecionar durante este ano. Pretendo sugerir o uso como ferramenta adicional aos métodos usuais. Posteriormente, vou adquirir exemplares para uso pessoal, visto que sempre estou procurando formas de aprimorar meus conhecimentos afim de tornar as aulas interessantes. Obrigada pela atenção!
ANDRÉA SANTOS LOURDES (Publicado 23/01/18)
 

 

Uso seu material desde 2015 e muitas pessoas foram alfabetizadas. Adorei esse método, é prático, rápido e eficiente. Trabalho com idosos, para exercitar a memória, eles estão adorando.
Grande abraço!
MARIA ELIZABETH GOUVÊA AROUCA - BARRA DA TIJUCA - RIO DE JANEIRO - RJ. (Publicado 27/11/17)
 

 

Fiz o curso com sua mãe, e desde então venho usando o livro e o método de vocês, o qual me apaixonei de pronto. Mais uma vez agradecida.
Vou usar com meus alunos aqui no Complexo do Alemão, onde venho alfabetizando faz 40 anos, voluntariamente crianças e adultos.
Abraços! Elisabete
PROFESSORA ELISABETE APARECIDA (TIA BETE) - COMPLEXO DO ALEMÃO - RIO DE JANEIRO - RJ.(Publicado 01/11/17)
 

 

Indicada pela professora Luciana Merola que fez uma formação com você em São Gonçalo/ RJ e atualmente começou a atender os casos com extrema dificuldade e conseguiu rápido resultado. Encomendei hoje o método. Parabéns.
PEDAGOGA LILIANA CAVALCANTE - E. M. BOLÍVIA DE LIMA GAÉTHO - RIO DO OURO - NITERÓI - RJ. (Publicado 25/08/17)
 

 

A professora Francislene Ferreira, que trabalhou com o método na escola, trouxe a experiência excelente, mostrando que o método Léa Dupret é eficiente, obtendo quase 100% de alunos alfabetizados. A mesma vinha trabalhando individualmente em sua sala com os alunos, porém nós da Escola Enock Amaral estamos com um número de alunos fora da idade de alfabetização que ainda não foram alfabetizados, sendo assim, formamos uma turma com estes alunos e pedidos o arquivo do livro 1 e 2 para que possamos trabalhar com esta classe. A professora mostrou todo material que ela adquiriu, sendo assim, precisamos alfabetizar estes alunos, que já estão na faixa de 10 a 13 anos e não foram alfabetizados. A professora trouxe o método, aplicando em sua sala, onde os alunos que foram alfabetizados com ela por meio deste método alcançaram o aprendizado da leitura.
COORDENADORA VANIA JORNANE PESSOA – ESCOLA MUNICIPAL ENOCK AMARAL – Rua dos Vereadores, s/n – JOCKEY CLUB – LAURO DE FREITAS – BA.(Publicado 07/04/17)
 

 

Quero agradecer aos criadores desse método, pois recebi um aluno já em setembro sem saber ler, e vendo ele hoje lendo e escrevendo pequenas palavras, me sinto muito feliz, de verdade! Mas infelizmente não terei como acompanha-lo no ano seguinte, mas já valeu até aqui.
ROSANA BARRETO – CHATUBA – MESQUITA – RJ.
Obs.: A professora Rosana trabalha para o município do Rio de Janeiro (Secretaria Municipal de Educação da Prefeitura do Rio de Janeiro). Ela comprou o material no dia 04 de novembro de 2016, recebeu-o no dia 08 de novembro e utilizou-o até o final do ano letivo, obtendo o resultado citado. (Publicado 21/12/16)
 

 

Ontem comecei a utilizar o método Dupret com o meu filho e o adoramos! Na primeira aula ele aprendeu três silabas e já percebeu que pode formar várias palavras com elas. Agradeço à sua equipe por essa oportunidade de poder transmitir esse conhecimento para o meu filho e poder reservar um tempo maior com ele.
DENISE BRANDÃO – SALVADOR – BA. (Publicado 02/12/16)
 

 

É a Mari, aqui de Novo Hamburgo, RS. Tudo bem? Apliquei o método de alfabetização em dois meninos pós escola (sessões de 1h30min), duas vezes por semana e os resultados foram ótimos. Estamos terminando o processo. Apliquei em uma senhora, com 70 anos, que sonhava ler e escrever, com sucesso! Deste modo gostaria de expandir este conhecimento, por mim testado.
PROFESSORA MARI - NOVO HAMBURGO - RS. (Publicado 18/10/16)
 

 

Boa tarde! Sou professora da rede Estadual e fiz o curso com a Profª Léa Dupret e uma moça porém foi em 1997, por aí e meus materiais estão já velhinhos. Um rapaz de uns 25 anos me pediu para eu ensiná-lo a ler e quanto cobraria. Aceitei o desafio por ser uma educadora que sente o prazer de ensinar e não cobrar e irei alfabetizá-lo com o método da Profº Léa e que agora nas mãos do Profº José Dupret.Fiz esse curso tinha uns 22 anos hoje estou com 51 e fui direto pedir ajuda a família Dupret. Parabéns por dar continuidade neste trabalho maravilhoso.
JACQUELINE ARAÚJO - ENVIADO POR E-MAIL. (Publicado 08/10/16)
 

 

Estou dando aula para uma idosa de 74 anos que tem o desejo de ler e entender a Bíblia Sagrada, mas durante toda sua vida não conseguiu aprender. Procurei na internet e achei esse método diferente e resolvi experimentar. Fiquei maravilhada com o resultado. Já dei as aulas que encontrei no you tube e preciso dar continuidade.
Li os comentários e fiquei contente com a possibilidade de receber material gratuito.
Então tomei a liberdade de escrever para solicitar gratuitamente:
- Livro Demonstrativo Digital
- Aulas e Exercícios
Obrigada pela atenção e pelo trabalho maravilhoso.
SUELI CIPRIANO - ENVIADO POR E-MAIL. (Publicado 20/09/16)
 

 

Não sou professora de alfabetização. Sempre fui professora dos meus filhos e alguns dos netos. Alfabetizei apenas uma das minhas filhas, na época era usado o método silabado, que eu sempre achei muito prático. O Método Léa Dupret pela clareza e facilidade de ensino, está me motivando e relembrando possibilidades para incentivar pessoas que certamente pela idade, sem nunca ter ido à escola, poderiam ter mais dificuldades. Espero que tenha colaborado o suficiente. Estou ensinando a quatro idosas no Centro Espírita em que parte do meu tempo disponível me dedico e estou satisfeita e animada com o método de Léa Dupret.
ALMERINDA VITA LEAL CARVALHO - CANDEAL - SALVADOR - BA. (Publicado 28/08/16)
 

 

Eu sou professora alfabetizadora, o método é fantástico. Meus alunos já estão lendo. Amei.
PROFESSORA GRAÇA CHAVES - DEPOIMENTO PUBLICADO NO FACEBOOK DO MÉTODO LÉA DUPRET.(Publicado 31/07/16)
 

 

Esse método é muito bom! Usei e foi um sucesso! Parabéns!!!
PROFESSORA ALINE CASTRO - DEPOIMENTO PUBLICADO NO FACEBOOK DO MÉTODO LÉA DUPRET.(Publicado 27/07/16)
 

 

Maravilhoso método!! Inclusive utilizei com adultos!
PROFESSORA NAOMI DA LUZ - DEPOIMENTO PUBLICADO NO FACEBOOK DO MÉTODO LÉA DUPRET.(Publicado 27/07/16)
 

 

Alfabetizei vários alunos meus com este método. Alunos que já estavam há vários anos na escola e não conseguiam aprender a ler e a escrever. Método simples e muito eficiente.
PROFESSORA PATRÍCIA FERNANDES - DEPOIMENTO PUBLICADO NO FACEBOOK DO MÉTODO LÉA DUPRET.(Publicado 26/07/16)
 

 

Sempre usei o seu Método! Este (aplicativo ALFABETIZAPP) deve ser muito interessante! Eu fiz seu curso há muitos anos! Ainda tenho o dominó e as cartilhas (fotos abaixo)! Eles aprendem muito rápido! Já fiz depoimentos falando do Método e todos ficaram encantados! Eu já estou utilizando há muitos anos, porque sei que é super eficiente!! Parabéns por oportunizar a todos, via Facebook!
 

 

PROFESSORA CRISTINA REIS - DEPOIMENTO PUBLICADO NO FACEBOOK DO MÉTODO LÉA DUPRET.(Publicado 25/07/16)
 

 

Conheço, já utilizei e é ótimo!
PROFESSORA ADRIANA FERREIRA PIRES - DEPOIMENTO PUBLICADO NO FACEBOOK DO MÉTODO LÉA DUPRET.(Publicado 24/07/16)
 

 

Estou ensinando um menino do 5° ano que não consegue ler e escrever e tenho obtido bons resultados com esse método. Ele conseguiu ler as palavras formadas com as sílabas que apresentei, mas apresentei somente as sílabas ba, ta e na, preciso muito de mais atividades para ajudá-lo. Ficarei muito grata se receber mais material de exercícios. No momento com essa crise não posso comprar e queria muito ajudá-lo.
PROFESSORA MARILÉA ALVES - ESCOLA MUNICIPAL NOEL DE CARVALHO - LIBERDADE - RESENDE - RJ. (Publicado 23/06/16)
 

 

Trabalho em uma escola municipal , onde comecei a pedir o material pelos correios e usa-lo e surtiu efeito ,apesar das dificuldades com crianças que já tinham sido submetidas a outro método.
PROFESSORA ROGÉRIA DE A. GOMES - TRABALHO DE AÇÃO SOCIAL (Alfabetização e reforço escolar) - SÃO BENEDITO - PARNAÍBA - PIAUÍ. (Publicado 20/05/16)
 

 

Conhecemos o Método Léa Dupret com uma equipe de apoio pedagógico que apresentou seu trabalho em um congresso. A equipe estava super animada com os resultados obtidos com o método Léa Dupret. Gostariamos de conhecer o trabalho.
PSICOPEDAGOGA LUCIANE ROQUE - CEAPI (Centro Especializado de Apoio Pedagógico de Itajubá) - AVENIDA - ITAJUBÁ - MG. (Publicado 17/05/16)
 

 

Minha filha tem 5 anos já está na escola para ser alfabetizada, porém ela não gosta de fazer tarefas, preciso inventar várias histórias para que assim ela faça as tarefas, só que quando canto ou conto histórias sinto que ela aprendeu a minha história e não a tarefa, eu imprimi umas tarefas Dupret e parece mágica como ela leu rápido.
Como faço para comprar esse material. Tenho uma certa urgência pois aqui logo logo já iniciam a copiar do quadro, o que acho um absurdo, a criança passa a primeira parte da manhã copiando sem saber o que está fazendo.
JEANE LEMOS - . (Publicado 27/01/16)
 

 

Quando era pedagoga na cidade de Niterói, na E.M.Paulo Freire, detectamos que entre as 07 turmas do 1º ao 2º ano praticamente apenas uma sabia codificar e decodificar. Já era maio e nossa situação era séria. Então, as professoras se disponibilizaram a fazer o curso e o filho da Prof.ª Léa Dupret foi até nossa escola e nos ajudou. Nossa diretora comprou o material e os pais investiram ajudando em tudo. Ao fim do ano tivemos a notícia que a menor nota na Provinha Brasil havia sido 14 e a mais alta 18, numa escala de 20. Conseguimos recuperar o primeiro ciclo por completo em 2010. Uma professora recuperou uma turma de 3º ano inteira. Assim sendo, agora que sou professora no ensino superior desejo mostrar às graduandas do município de Campos dos Goytacazes outra alternativa para obter sucesso.
PROFESSORA THAÍS RABELLO - INSTITUTO DE EDUCAÇÃO PROFESSOR ALDO MUYLAERT - CAMPOS DOS GOYTACAZES - RJ. (Publicado 14/01/16)
 

 

Comprei de você uma coleção por ter um número alto de alunos no AEE sem laudo, ou seja, só com muita dificuldade de aprendizado, fui utilizando e a maioria dos alunos desenvolveram. Trabalho em uma escola municipal e em periferia. Os alunos com dificuldades de aprendizado são alunos que os médicos não dão laudo, pelo motivo que aparentemente não tem problema cognitivo, só uma dificuldade inexplicável.
ALENTIA PIRES DOS SANTOS - JARDIM ESPERANÇA - ANÁPOLIS - GO. (Publicado 28/12/15)
 

 

Maravilhosa experiência com o uso do método, rápida assimilação das famílias silábicas devido a associação aos desenhos, criativo pois possibilitou criar outras formas, leitura fluente. Excelente material. parabéns a criadora desta excelente iniciativa.
TEREZINHA TATIM GRAFF - INTERIOR - FONTOURA XAVIER - RS. (Publicado 27/10/15)
 

 

Obrigada pela sua resposta,seu método de ensino é ótimo, assisti seu vídeo e apliquei em sala de aula o resultado foi surpreendente. Fiquei feliz por ter encontrado esse vídeo o sr. está de parabéns.
VERA OLIVEIRA - VÍDEOS NO YOUTUBE - ALFABETIZAÇÃO MÉTODO LÉA DUPRET. (Publicado 17/10/15)
 

 

Usei algumas idéias do método de alfabetização Léa Drupet e consegui fazer com que os meus alunos do 1º ano do ensino fundamental aprendessem com mais rapidez. Gostaria de receber o material para que eu possa avançar muito mais na aprendizagem dos meus alunos.
COORDENADORA PEDAGÓGICA MARIA OLÍMPIA ARRAIS ROLIM - EEF ANTÔNIO ALVES DE BARROS - SÍTIO - MISSÃO VELHA - CE. (Publicado 15/10/15)
 

 

Escrevo para dizer que recebi o material, mas não apenas para isso. Antes mesmo de recebê-lo, comecei a implantar o seu método com meu filho, porque ele tem muita dificuldade na compreensão. Está na primeira série, apesar de conhecer todo alfabeto, não conseguia formar palavra ou mesmo ler. Hoje, me surpreendi com ele, formando sozinho, mesmo sem eu ter ensinado o "pedacinho" "ca", "co", a palavra macaca e macaco. Fiquei muito feliz. Então, só tenho a agradecer.
LÍGIA MABEL DUARTE DOS SANTOS – CENTRO – PONTA PORÃ – MS. (Publicado 02/10/15)
 

 

Sempre começo todos os anos minhas atividades com seu método e muitas crianças conseguem já nos primeiros dias acompanhar . Isso me deixa bem feliz e motivada. Um abraço.
FÁTIMA GUEDES – LAGES – SC. (Publicado 02/09/15)
 

 

Visualizei seus vídeos no Youtube e achei uma ótima metodologia, principalmente pra mim que estou trabalhando com aulas de reforço para alunos que estão saindo ou entrando na fase da alfabetização!
RAFAEL PATROCÍNIO. (Publicado 24/08/15)
 

 

Meu nome é Ana Maria Gaylor, moro nos Estados Unidos e ensino Português para estrangeiros. Eu estava procurando um bom material em português que pudesse ajudar o estrangeiro a falar, ler e escrever em português e achei o Método Léa Dupret. Estou impressionada com este método, eu tenho usado com crianças e adultos (americanos) e tenho visto resultados incríveis na aprendizagem. Eu realmente recomendo o método de alfabetização Léa Dupret.
ANA MARIA GAYLOR - MEMPHIS - TENNESSEE - USA. (Publicado 29/05/15)
 

 

Sou professor de escola multisseriada( pré ao 5° ano), há doze anos, mas nunca tive tanto êxito como estou tendo, com este método de vocês. Agradeço por ter colocado na rede de computadores a introdução que me fez compreender todo o método. Me chamo Ozéias xavier, da cidade de Panelas no estado de Pernambuco.
OZÉIAS XAVIER DOS SANTOS - PANELAS - PE. (Publicado 20/05/15)
 

 

Eu já recebi os exemplos de aula e exercícios do Método Léa Dupret. São ótimos é um método muito bom, agradável de se trabalhar. Autorizo publicarem a mensagem pois acredito no método e percebo a cada dia sua eficácia. É com satisfação que autorizo e que sirva de motivação para que outras também provem de sua eficiência. Obrigada!
DULCE DO CARMO TEIXEIRA – CENTRO – SENADOR FIRMINO – MG. (Publicado 01/12/14)
 

 

Amei o método. Com esse método, pretendo ajudar muitas crianças da rede estadual, que não conseguem ser alfabetizadas pelos métodos tradicionais impostos pelo governo estadual. Abraços para a Léa, parabéns. Deus continue lhes iluminando.
PROFESSORA TEREZINHA ALMEIDA – BAURU - SP. (Publicado 30/08/13)
 

 

Segue algumas fotos de alunos, que já foram alfabetizados e outros em processo. Para que sua mãe, observe a plenitude de seu trabalho. Dê um grande abraço por mim na Profª. Léa.
ELIETE GOMES - ATELIER ECOAR DAS ARTES - SANTA CRUZ - RIO DE JANEIRO - RJ. (Publicado 14/08/13)
 

 

Recebi o material pelo correio, superou em muito as minhas expectativas, estou estudando-o para que ao aplica-lo obtenha o resultado que espero e novamente venha a superar as minhas expectativas.
MARIA BEATRIZ ARRUDA CAMPOS DOS REIS – SÃO JOSÉ – PARÁ DE MINAS – MG. (Publicado 11/08/13)
 

 

Recebi o material e gostei demais.... está muito bom!!! A apresentação do livro de exercícios está um encanto e a atividade de palavras cruzadas foi de muita inspiração. Esse é um instrumento que venho usando muito com as crianças, pois eu também o entendo como um autoditado, um exercício que leva à estimulação também da consciência fonológica. Mesmo as crianças com maiores dificuldades se saem muito bem. Claro que esse, do Método Lea Dupret, é mais completo em termos sensoriais e desafiador.
Em meus relatórios de atendimento psicopedagógico, costumo incluir esse material na bibliografia de apoio para tratamento. Crianças que enfrentam problemas fonológicos tais como, Distúrbio do Processamento Auditivo, Dislexia e outros precisam de apoio visual para desembaraçar a leitura e a escrita, bem como outras habilidades, integrando ambos os hemisférios e as duas rotas de leitura. Essa estratégia é recomendada também por fonoaudiólogas. Não é preciso dizer mais nada, não é mesmo?!
Obrigada pela atenção, por compartilharem essa experiência didática tão valiosa. Sucesso. Abraços
MÁRCIA CONCEIÇÃO DIAS – VILA MARIANA – SÃO PAULO – SP. (Publicado 17/04/13)
 

 

Puxa depois de tanto procurar, uma amiga me enviou o site sobre alfabetização, fiquei super feliz pois tinha feito a um certo tempo atrás o curso com esta pessoa maravilhosa que é a Léa. Agora estou com turma de maternal e alfabetização e gostaria de receber informações sobre o que foi publicado ultimamente, pois passei o meu material para uma amiga e pretendo comprar de novo, meu filho foi alfabetizado pelo método e até hoje conta as histórias para os sobrinhos pois não conseguiu esquecer o que aprendeu o que significa que é muito bom.
MARIA HELENA BACELLAR - TIJUCA - RIO DE JANEIRO - RJ. (Publicado 18/01/13)
 

 

Topo da página